O Brechó
O Brechó
O Brechó
O Brechó

Maria Sylvia já fazia o que hoje é um sucesso na internet 10 anos antes de a web ser inventada – colocava em contato produtos bons e consumidores de gosto qualificado. Só que ela fazia isso dentro de casa. Quer dizer, dentro do closet de uma amiga, que enxergava nela a comunicadora perfeita para aquelas roupas que as amigas em comum enxergavam potencial maior em outros corpos. O gosto refinado e a exigência por qualidade, além do tino comercial, se transformaram em loja.

O Brechó
O Brechó
O Brechó
História

E há três décadas e meia existe o Brechó Maria Sylvia. Na atual localização (colocar endereço), há 16 anos. Aqui, na web, nasce neste 2014.

Isso não impede que você alongue o caminho e vá visitar a loja. Mas fica o alerta – quem vai lá vira freguês.

Lá e aqui você encontra de tudo, desde que os produtos sigam os critérios acima colocados. O forte é moda feminina. Mas há roupas para homens, crianças, além de móveis, artigos de cama, mesa e banho, óculos, sapatos, bolsas... “até uma lata de lixo, linda por sinal, eu tenho na loja”.

Neste momento, devo dizer que tinha, pois já foi vendida.

Maria Sylvia

“Pode ser Chanel, (Christian) Louboutin, não importa a grife. Não pode estar fora de moda nem danificado, manchado ou cansado (muito usado). Só entram artigos que eu própria usaria.” A frase de Maria Sylvia resume bem quem é esta paulistana (quer colocar a idade?), mãe de quatro filhos e que começou o negócio escondida do marido, há 35 anos, simplesmente “porque não consegue ficar parada”. Se o marido não enxergava com bons olhos a realização do tino comercial na sociedade que abriu com uma amiga baseada no closet desta, ela se tornou, como gosta de definir, uma “sacoleira de luxo”. E quando o apartamento da amiga virou uma espécie de loja, arranjou o primeiro ponto. Teve um hiato de dois anos da loja e em 1996 resolveu montá-la de novo. Onde está, atende e é feliz desde então.

http://mariasylviabrecho.com.br